spacer.png, 0 kB
spacer.png, 0 kB
Home arrow Noticias arrow Press Centre arrow Campeonato Nacional de Montanha 2012: O “Rei da Montanha” está de volta
Campeonato Nacional de Montanha 2012: O “Rei da Montanha” está de volta criar PDF versão para impressão enviar por e-mail
23-Aug-2012

 FerreiraDaSilva.jpg

 

Após quatro anos de interregno, o piloto português com maior número de títulos de campeão no Nacional de Montanha está de volta à competição com o intuito de arrecadar mais palmarés, na categoria 1, desta vez ao volante de um Mitsubichi Lancer EVO IX, um carro da Peres Competições. O piloto de Santa Maria da Feira quer chegar aos 10 títulos e às 100 vitórias, numa homenagem a um amigo falecido no ano passado, o Prof. Dr. Fernando Peres, pai do piloto de ralis com o mesmo nome.

Actualmente, Ferreira da Silva, que em tempos foi até denominado de ‘O Rei da Montanha‘, detém oito títulos de campeão consecutivos e a espantosa marca de 69 vitórias. Começou a correr na Montanha em 1998, tendo batido vários recordes e vencido não só os melhores pilotos nacionais, como até campeões europeus. Notabilizou-se aos comandos de um Ford Escord Cosworth.

É com emoção que o piloto fala deste seu regresso ao Campeonato de Portugal de Montanha (CPM).

O Prof. Dr. Fernando Peres era uma pessoa de quem eu muito gostava, um dos meus maiores amigos. Nas nossas conversas, falávamos que um dia eu ainda chegaria aos 10 títulos de campeão e às 100 vitórias. Em Agosto do ano passado, no seu funeral, decidi satisfazer essa vontade que partilhávamos e voltar então a correr

Ferreira da Silva irá marcar presença em todas as provas do Campeonato de Portugal de Montanha 2012 com o Mitsubichi da Peres Competições, equipa com que, aliás, correu durante 14 anos, dos quais quatro nos ralis.

De resto, o ‘Rei da Montanha‘ alinhou nas duas primeiras provas da presente temporada do CPM, a Rampa Internacional da Falperra (Braga), em que ficou em 5º lugar, e a Subida a Santo Emiliano (Oviedo, Espanha), onde se classificou em 3º.

Este arranque de Campeonato não correspondeu às expectativas do piloto, que sabe e pode fazer melhor.

Na Falperra não correu nada como estava à espera, mas também não conhecia o carro e, além disso, o Mitsubichi estava ainda com muitas especificações para ralis“, explica o também engenheiro técnico civil de profissão.

Quanto à Subida a Santo Emiliano, um despiste numa das subidas oficiais acabou por prejudicar a sua prestação.

Se não fosse esse azar de me despistar numa subida cronometrada, em seco, certamente que teria ganho, até porque é o que dizem os tempos“, analisa o piloto, constatando que, assim, teve de “somar uma subida à chuva e uma em seco“, enquanto os seus adversários duas em seco.

Os nossos objectivos para esta época na Montanha, meus e da Peres Competição, são ganhar todas as provas daqui para a frente, a começar por Paços de Ferreira, que é a que se segue“, adianta Ferreira da Silva, que está nesta competição “não para ficar em 2º ou 3º, mas para ganhar“.

Aos 56 anos de idade, Ferreira da Silva garante estar “muito activo na condução e, por isso, é possível voltar a ganhar o Campeonato“.

Estou habituado a ganhar, vou lutar sempre para ficar em 1º e não para andar em lugares secundários“, afiança.

Antevendo que o Campeonato 2012 “será bastante renhido“, por estarem na competição carros equivalentes ao seu, Ferreira da Silva afirma que “vai prevalecer a experiência do piloto, a sua maturidade e também o factor sorte“.

Não há vencedores sem sorte“, diz. Para Ferreira da Silva, “este será um Campeonato lindo de acompanhar“.

 in http://www.multidesportos.com foro:PR

 

 
 

 

 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >
spacer.png, 0 kB
spacer.png, 0 kB
spacer.png, 0 kB